Informações Técnicas

 

SISTEMAS DE FIXAÇÃO PARA A INDÚSTRIA DE CONSTRUÇÃO
Todos os esforços e progressos da Rossi Calderan provêm da consolidação de uma base sólida e diversificada de produtos para atender às necessidades de seus clientes. Nossos produtos apresentam características de design peculiares e particulares a cada problema específico de fixação. Abaixo, detalhamos as principais características de um fixador auto-perfurante de padrão Rossi Calderan.


http://www.rossicalderan.com.br/img/info_tec_01.gif

CABEÇA
A escolha do estilo ou forma de cabeça apropriada do fixador assegurará toda a estabilidade durante a perfuração e rosqueamento, fixação e vedação, além de garantir resistência à corrosão e acabamento de acordo com a aparência final desejada.
DIÂMETRO DE ROSCA
A correta escolha do diâmetro de rosca promove um apropriado atarraxamento para cada aplicação em particular.

SEÇÃO PILOTO
(Quando necessário): A parte sem rosca, acima da ponta perfurante do fixador, assegura que a perfuração dos mais diversos materiais esteja completada antes que a rosca inicie o trabalho de atarraxamento junto ao furo.
FLUTE
O que determina a capacidade de perfuração de um fixador é o comprimento do flute (alma da broca).
PONTA PERFURANTE
As pontas encontram-se disponíveis em cinco tipos. A combinação perfeita entre a ponta e o diâmetro de rosca assegurará uma fixação perfeita nas mais diferentes aplicações. Identifique, no quadro destacado, qual fixador Rossi Calderan é mais adequado para sua aplicação em particular.

REDUÇÃO DE TEMPO E CUSTOS
O sistema de fixação Rossi Calderan elimina a necessidade dos custos adicionais de broca e mão-de-obra para pré-furação, reduzindo consequentemente o tempo de instalação para um mínimo de 50% sobre qualquer tipo de fixação convencional.  


TECNOLOGIA DE FIXAÇÃO


http://www.rossicalderan.com.br/img/vantagens_2.jpg


Cada aplicação requer condições particulares, que devem ser consideradas e especificadas individualmente. Os técnicos da Rossi Calderan desenvolvem os mais variados sistemas de fixação com pontas perfurantes e formas de rosqueamento, que atendem especificamente cada tipo de aplicação.

Exija a cabeça do fixador marcada com RC para garantir um produto com a genuína qualidade Rossi Calderan.

 

Recomendações:
A técnica de instalação dos fixadores auto-perfurantes Rossi Calderan é extremamente simples: Basta tomar os devidos cuidados, posicionando a parafusadeira perpendicularmente em relação ao material e aplicando pressão contínua até o contato do batente, assegurando assim uma perfeita fixação.
É muito importante o ajuste inicial da parafusadeira elétrica para assegurar a correta fixação evitando o esmagamento ou sobreaperto da arruela de EPDM.


PONTA COM BROCA E FLUTE DE ESCOAMENTO DE CAVACOS

O design exclusivo da broca dos fixadores auto-perfurantes Rossi Calderan proporcionam uma furação mais fácil e precisa com um mínimo de esforço. O que determina a capacidade de perfuração de um fixador é o comprimento do flute (alma da broca). Você sempre irá contar com o modelo mais adequado para sua aplicação.
Em uma única operação, os fixadores auto-perfurantes Rossi Calderan furam, fixam e vedam, proporcionando torque de ataraxamento capaz de suportar altos esforços de pull-out (arrancamento) e shear (cisalhamento).

http://www.rossicalderan.com.br/img/info_tec_02.gif

SISTEMA DE VEDAÇÃO

"CALSeal"
FIXAÇÃO COM ARRUELA EPDM (100% Etileno / Propileno / Dieno / Monômero = EPDM)


ARRUELA  EPDM = PARÂMETROS E  DESIGN
SISTEMA CALSeal

CalSeal é um sistema de estanqueidade composto por uma arruela metálica integrada juntamente a forma final do fixador, resultante de um processo uniforme de manufatura, acoplada com uma arruela de vedação fabricada em 100% EPDM (Etileno / propileno / dieno / monômero). CalSeal foi unicamente projetado e desenvolvido para formar um completo sistema de estanqueidade de longa vida útil, promovendo o máximo de benefícios em propriedades físicas contra vazamentos, bem como, excedendo todos os requisitos específicos quanto ao ataque de intempéries (calor e raios UV) e drenagem de águas pluviais. Os principais benefícios obtidos por fixador CalSeal são:

  • • O desenho de ângulos internos exclusivos do projeto CalSeal permitem a instalação do fixador com uma variação do ângulo de ereção em ate 15° com a relação à perpendicular, sem qualquer comprometimento da estanqueidade, ou seja, 100% da capacidade preservada em qualquer condição crítica.
  • • Sistema de estanqueidade integral e único, onde a arruela de EPDM encapsula hermeticamente à arruela metálica, resultando num suporte de pressão entre 20 a 25 in.Hg por ponto de vedação.
  • • Cabeça sextavada 5/16” com ângulos em raios de concordância com a base metálica integrada, proporcionando retenção de chaveamento (soquete magnético) superior e menor momento torcional, reduzindo a possibilidade de ruptura do fixador por cisalhamento durante a instalação.

FIXAÇÃO COM ARRUELA BW - BONDED WASHER

Seu sistema de vedação é composto de arruela Bonded Washer (BW). A arruela de vedação EPDM é vulcanizada na arruela metálica, o que impede a ruptura da borracha e garante uma excelente vedação.
Disponível com acabamento Eletrozincado, Maxiseal e Bi Metal.


ACABAMENTOS

 

ELETROZINCADO

Acabamento superficial de proteção que assegura vida útil prolongada aos fixadores, submetidos a ambientes moderadamente corrosivos.

FICHA TÉCNICA
O termo galvanização nasceu da descoberta do cientista Luigi Galvani (1757 – 1798) que consiste em aplicar uma camada de Zinco a um metal a fim de protegê-lo contra a corrosão.
A galvanização eletrolítica é a deposição do Zinco em um material através de corrente elétrica, ou seja, a corrente elétrica fornecida pelas redes de distribuição transformada de alternada para continua através de retificadores, para que possa haver a separação da corrente em duas partes, a positiva e a negativa (Anodo e Catodo). No Anodo colocamos o Zinco que por sua vez se diluirá em uma solução eletrolítica e será conduzido até o material que estará em contato com o Catodo. Devido à alta corrente aplicada (2.000 A) este zinco é depositado na superfície e ali permanecerá mesmo sob certas dobras e torções aplicadas no material.
Este processo garante excepcional aumento na durabilidade do material sendo que o mesmo poderá ser aplicado em várias áreas da Construção Civil e Automobilística.
Podemos definir galvanoplastia como a tecnologia responsável pela transferência de íons metálicos de uma dada superfície solida ou meio líquido denominado eletrólito, para outra superfície, seja ela metálica ou não.
Trata-se de um dos mais antigos processos industriais, que surgiu com a necessidade de obter-se características físico-químicas diferentes das dos materiais utilizados para confecção de diferentes tipos de peças e equipamentos.

MAXISEAL
Acabamento superficial de proteção à base de polímero organometálico, denominado MAXISEAL.

MAXISEAL é um processo de acabamento com cobertura de polímero, aplicada sobre toda a superfície de um fixador já galvanizado mecanicamente, criando um acabamento que reduz fortemente a ação corrosiva causada por condições atmosféricas poluidoras (ataques por sulfeto). Protege contra o ambiente marinho, umidade, solventes e outros elementos altamente corrosivos.
O Fixador com este acabamento apresenta uma atrativa aparência cinza prata metálica * . Esta cobertura também promove uma adequada lubrificação para reduzir a ação do atrito durante o atarraxamento, absorvendo o impacto de perfuração com um mínimo de perda do acabamento superficial do fixador.
*durante o processo de revestimento o zinco e o alumínio se alinham em camadas múltiplas formando um revestimento cinza prata metálica.

INOX

Fixador com cabeça encapada em aço inoxidável da serie AISI 300, desenvolvido para suportar condições atmosféricas altamente agressivas (ataques ácidos).

FICHA TÉCNICA

Os aços inoxidáveis da serie AISI 300 não são magnéticos e não podem ser endurecidos por tratamento térmico. São muito dúcteis ( estampáveis ) e apresentam excelente soldabilidade . O mais popular é o Tipo 304, que contém basicamente 18% de cromo e 8% de níquel, com um teor de carbono limitado a um maximo de 0,08%. Tem grande aplicação nas indústrias químicas, farmacêuticas, petroquímicas, do álcool , aeronáutica , naval , de arquitetura, alimentícia , de transporte, e também utilizado em talheres , baixelas, pias, revestimentos de elevadores e em muitas outras aplicações.
Diz a história que os aços inoxidáveis foram descobertos por acaso.
Em 1912 o inglês Harry Brearly, estudava uma liga Fe-Cr ( 13% ) e justamente quando tentava fazer algumas observações metalográficas verificou que a liga fabricada resistia a maior parte dos reagentes que se utilizavam na época em metalográfia. E foi Brearly mesmo que deu o nome de liga, chamando-a de “stainless steel” que traduzindo quer dizer “aço que não mancha”.

Um ano mais tarde na Alemanha, Eduard Maurer, que estudava uma liga Fe-Cr que continha além dos elementos da liga de Brearly cerca de 8% de Ni. Como resultado observou que a liga resistiu vários meses a vapores agressivos do laboratório no qual trabalhava .
Passados mais de 70 anos , hoje sabemos que os aços descobertos por eles eram os nossos conhecidos AISI 420 ( martensítico ) e o AISI 302 ( austenítico ) respectivamente .

Era um pouco difícil de compreender na época, que se aquecendo duas ligas a altas temperaturas ( 1.000° C ) e resfriando-as rapidamente, obtínhamos duas ligas completamente diferentes, uma com alta dureza ( AISI 420 ) e outra com ótimo ductilidade ( AISI 302 ).
De lá pra cá, os aços inoxidáveis muito evoluíram, principalmente em função da indústria petrolífera, da aeronáutica, da criogenia e até mesmo devido à 2ª guerra mundial.
A expressão aço inoxidável, como é usualmente conhecido, nos dá uma ideia de um material que não se destrói mesmo quando submetido aos mais violentos abusos.
Na verdade este tipo de aço não é eterno e sim apresenta geralmente uma maior resistência à corrosão, quando submetido a um determinado meio ou agente agressivo. Apresenta também uma maior resistência à oxidação a altas temperaturas em relação a outras classes de aços, quando, neste caso em particular, recebe a denominação de aço refratário.
A resistência à oxidação e corrosão do aço inoxidável se deve principalmente a presença do cromo, que a partir de um determinado valor e em contato com o oxigênio, permite a formação de uma película finíssima de óxido de cromo sobre a superfície de aço, que é impermeável e insolúvel nos meios corrosivos usuais.
Assim podemos definir como aço inoxidável o grupo de ligas ferrosas resistentes à oxidação e corrosão, que contenham no mínimo 12% de cromo.
Quatro fatores aumentam cada vez mais a tendência do uso de aço inoxidável, são eles :

Aparência;
Resistência à corrosão;
Resistência à oxidação ;
Resistência mecânica.

A aparência brilhante atraente dos aços inoxidáveis, que se mantém ao longo do tempo , associada à resistência mecânica, torna esses materiais adequados aos usos na construção civil.
A resistência à corrosão dos aços inoxidáveis aos diversos meios químicos permitem o seu emprego em, recipientes, tubulações e componentes de equipamentos de processamento de produtos alimentares e farmacêuticos, de celulose e papel, de produtos de petróleo e de produtos químicos em geral.
A resistência à oxidação, em temperaturas mais elevadas, torna possível o seu uso em componentes de fornos, câmaras de combustão, trocadores de calor e motores térmicos.
A resistência mecânica relativamente elevada, tanto à temperatura ambiente como às baixas temperaturas, faz com que sejam usados em componentes de máquinas e equipamentos nos quais se exige alta confiabilidade de desempenho como, partes de aeronaves e mísseis, vasos de pressão e componentes estruturais menores como parafusos e hastes.

BIMETAL

FICHA TÉCNICA

Possui o corpo e a arruela BW ( Bonded Washer ) em aço inoxidável da serie AISI 304 + EPDM vulcanizado e a ponta broca em aço carbono. A fixação é realizada pelo aço inox o que garante total resistência à corrosão, sendo atualmente o que existe de mais nobre em matéria de fixação auto perfurante.

É recomendado para obras onde exige garantia total contra corrosão.

O Fixador "bimetal" previne totalmente o inicio da corrosão independente das variáveis envolvidas ao invés de simplesmente retardar o processo fazendo com que nenhum sinal de oxidação seja visível em painéis que necessitam de longa duração.

Outro aspecto a ser considerado ocorre quando da conjugação de dois materiais diferentes onde obteremos uma corrosão do tipo galvânica ( a corrosão de um material devido à presença de outro ).

A corrosão galvânica apresenta-se quando um eletrólito ( sulfetos , sulfatos, nitratos , etc. .) e umidade estão presentes . A combinação desses elementos age como uma fonte de energia na degradação corrosiva do material considerado menos nobre.

É virtualmente impossível este tipo de corrosão eletroquímica ocorrer ao redor da cabeça de um fixador cabeça Inox .

Outra causa comum de corrosão, de natureza química, ocorre quando partículas ácidas ou alcalinas encontram-se em saturação na atmosfera.

Ambientes industriais, processos de combustão com emissões continuas, ambientes costeiros com nevoa salina, são os principais fornecedores destas substancias. Em todos os ambientes sempre teremos uma porcentagem de substancias corrosivas presentes.

O sistema "bimetal" é a mais efetiva barreira contra os efeitos corrosivos disponível para a indústria da construção.

 

ARQUIVOS TÉCNICOS EM PDF:

• Tabela de Arrancamento (Pull Out), Rasgamento (Pull Over) e Cisilhamento Simples (Shear)

• Códigos e medidas dos fixadores

• Guia de aplicação dos fixadores

 

CONSIDERAÇÕES FINAIS

As informações contidas neste Site são oferecidas no sentido orientativo das boas práticas que apresentam confiabilidade em sistemas de fixação e vedação, ASSIM SENDO, não substitui as orientações do profissional responsável pelo Projeto Técnico da obra. Seu Engenheiro será sempre a principal fonte de orientação.
Todas as recomendações e sugestões quanto ao uso e aplicação de sistemas de fixação e vedação não implicam em qualquer responsabilidade de garantia da ROSSI CALDERAN e suas marcas, pois as condições e métodos de uso em campo estão completamente fora de nosso controle.
É de inteira responsabilidade do usuário determinar a adequabilidade de propósitos para qualquer um de nossos produtos e adotar as precauções necessárias para sua utilização.
A ROSSI CALDERAN assegura a qualidade de seus produtos conforme termo de garantia expresso em suas condições de vendas. Todas as dimensões de produtos estão sujeitas as tolerância do processo de fabricação.
Agora que você já conhece as principais características dos produtos ROSSI CALDERAN e sabe que estamos sempre buscando novas ideias para você: CONTE SEMPRE COM ESTA PARCERIA.